Mineira Toro Investimento estreia na B3 e oferece novo jeito de investir

Toro Investimento estreia na B3 e oferece novo jeito de investir

Equipe Toro Investimentos, na B3. Foto: Divulgação

(Paola Carvalho*) – A mineira Toro Investimento é a primeira fintech (startup na área financeira) do país a abrir a sua própria corretora. Na terça (17), inaugurou na B3 (união da BM&FBovespa e Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos – Cetip) um novo jeito de investir, que dispensa o Home Broker – o sistema usado hoje para negociar ações e outros ativos pela internet. E só cobra taxa de corretagem se o cliente tiver lucro com as recomendações de seus analistas. O objetivo é ser, em 2018, a segunda maior corretora do Brasil em abertura de novas contas e ensinar, até o fim do próximo ano, mais de 5 milhões de pessoas (hoje tem 1 milhão de cadastrados).

A companhia, que nasceu como uma fintech de educação financeira, pretende democratizar o acesso ao mercado financeiro por meio de uma interface baseada na arquitetura de e-commerce e de uma experiência de educação interativa. Assim, qualquer cliente que tem familiaridade com compras online poderá realizar operações na Bolsa, sem a necessidade de um Home Broker.

A empresa também criou um conceito de “investimento planejado”, no qual o cliente escolhe o lucro que pretende obter, o risco de prejuízo que aceita correr e investe com apenas um único clique. O “One click trade” trata-se do fim da complexidade na Bolsa. “Investir na Toro é tão fácil quanto pedir comida online”, diz Gabriel Kallas, um dos fundadores da Toro.

Em renda fixa, a Toro desenvolveu uma experiência parecida com os sites buscadores de hotéis e passagens aéreas. Dessa maneira, os principais investimentos para cada perfil de cliente poderão ser visualizadas simultaneamente, permitindo comparar as taxas, tributações e rentabilidades. Ainda em renda fixa, a empresa criou um “marketplace” para que clientes possam vender para outras pessoas seus investimentos caso precisem se desfazer deles antes do vencimento. Criando uma comodidade inédita para quem quer resgatar e um lucro maior para quem quer aplicar.

Os clientes também contarão com um assessor digital, o Toro Player, desenvolvido a partir da tecnologia de videobots interativos. Será possível tirar dúvidas e fazer simulações personalizadas.

A companhia ainda irá disponibilizar todos os seus cursos de educação financeira e investimentos de forma gratuita e sem necessidade de cadastro. “Nascemos como uma empresa de educação e acreditamos que a liberdade só é real se for empoderada pelo conhecimento”, diz Gabriel Kallas.

*Conteúdo da coluna Fora da Caixa, veiculado todo sábado na edição impressa do jornal Estado de Minas. Confira também os canais de vídeopodcast e instagram.

Leia mais
Uma das maiores corretoras de moedas virtuais do Brasil é de Betim
Empresários de BH criam plataforma para informar sobre criptomoedas
W Futurismo chega a Belo Horizonte; confira agenda
Entrevista: David Vélez, fundador do Nubank

Compartilhar

X