Confira a nota do Estado sobre possível saída da Hyperloop de Minas

Confira nota completa do Estado sobre risco de saída da Hyperloop de Minas

Foto: Divulgação Hyperloop

Confira abaixo o pronunciamento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes) a respeito da possível saída da Hyperloop de Minas Gerais.

“A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes) informa que é de interesse do Governo do Estado a atração de negócios que promovam o desenvolvimento econômico. A Sedectes reitera o apoio à Hyperloop na elaboração de políticas públicas para o desenvolvimento das atividades de pesquisa da tecnologia desenvolvida; negociação junto à Secretaria de Estado da Fazenda relativa a possíveis incentivos; liberação de terrenos no âmbito estatal, via comodato; tramitação e avaliação de possíveis financiamentos via fundos de fomento do BDMG.

Vale destacar que a secretaria não foi comunicada sobre a desistência da Hyperloop do município de Contagem.

O atual cenário favorece o fomento à inovação, pois Minas Gerais concentra o 3° maior PIB no setor em âmbito nacional. O estado ocupa a segunda colocação em número de empresas de tecnologia da informação e biotecnologia; reúne também o segundo maior ecossistema de startups do país, conta com mais de 20 incubadoras distribuídas em 16 cidades; é o maior estado em número de universidades.

Os diálogos para atração da empresa Hyperloop Transportation Technologies para Minas Gerais iniciaram-se em 2018 por esforços empreendidos pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG). A necessidade apresentada pela empresa seria de um apoio de R$13 milhões, valor que representaria metade do custo total de instalação do centro de P&D. Diante da característica do projeto com foco em pesquisa, e das possibilidades de financiamento que o Estado dispunha, entendeu-se como mais oportuno que o recurso fosse obtido junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), entidade da administração indireta do Estado.

Leia mais:
Sem recurso do governo estadual, Hyperloop pode deixar Minas
Hyperloop chega ao Brasil e planeja desenvolver transporte de passageiros e mercadorias em cápsulas
Hyperloop, Microsoft e WeWork participam do evento Futuro do trabalho

A Fapemig, por sua vez, informou sobre a necessidade de que, assim como qualquer projeto apoiado pela Fundação, fosse apresentado projeto e respectivo plano de trabalho para análise. Apesar da cobrança ter sido em maio, apenas em 16 de agosto de 2018 o projeto foi apresentado. A análise dos documentos realizada por consultores técnico-científicos e pela Procuradoria do Estado apontou a necessidade de ajustes, os quais foram solicitados pela FAPEMIG à Hyperloop. Porém, sem nenhum retorno desde então. Vale ressaltar que a Hyperloop não apresentou contrapartida consistente para o projeto de investimento no Estado.

A partir desse retorno, a Hyperloop buscou discutir alternativas de investimento no Estado em outras entidades de fomento que não a Fapemig.

A Codemig manifestou interesse em conhecer o projeto em mais detalhes, de forma a avaliar a viabilidade de realizar o investimento de forma direta. Em primeiro momento foi analisada a possibilidade de investimento, porém o mesmo foi reprovado por decisão do Conselho de Supervisão dos Fundos (Aerotec e Codepar).

O Estado se preocupa com permanência da Hyperloop em Contagem e está aberto para discutir novas alternativas de investimento. Porém, é importante destacar a crise econômica e fiscal que Minas Gerais enfrenta, sendo necessário readequar o valor solicitado de investimento pela empresa.”

Leia mais: 
Hub Social: imposto de renda para projetos sociais
Itabira reúne lideranças do ecossistema de startups de Minas
Remederia: “iFood dos remédios” chega a BH
ExOs: o que podemos aprender com Netflix, Airbnb e Tesla
Startups x corporações: a consolidação da economia digital
Nova economia e inovação no jornal Estado de Minas

Compartilhar

X