Jovens querem empreender negócio próprio ou dentro de empresa. Por quê?

Jovens querem empreender negócio próprio ou dentro de empresa. Por quê?

Foto: Mimi Thian/Unsplash

(Por Paola Carvalho*) – Empreender não é só fazer dinheiro, mas também inovar e transformar ao seu redor, seja com o negócio próprio ou dentro de empresas. Esse é o entendimento de 60% dos 400 jovens entre 15 e 29 anos, das classes A, B e C, de todas as regiões do Brasil, ouvidos pela pesquisa Juventude Conectada, realizada pela Fundação Telefônica Vivo, em parceria com IBOPE Inteligência e Rede Conhecimento Social. A antiga ideia de que uma empresa guiada por propósito social, com objetivos de identificar o seu papel no meio em que atuam, não traz retorno está, digamos, defasada.

Pesquisas reforçam que empresas com propósito têm melhores resultados financeiros no longo prazo. De um lado, elas são mais eficazes em atrair os melhores talentos, em motivar os funcionários e em retê-los. Nelas, a entrega do resultado é mais importante do que o desempenho no curto prazo. Em um outro lado, também pesa por influenciar a decisão de compra dos consumidores.

O estudo Meaningful Brands (Marcas Significativas) 2017, realizado pelo Havas Group (multinacional da área de publicidade e relações públicas), mostrou que 79% dos entrevistados brasileiros preferem comprar de empresas com propósito; 85% do geral consideram que as empresas e marcas devem estar ativamente envolvidas em solucionar problemas sociais e ambientais.

Já o estudo “Em boa companhia: o valor do consumidor consciente”, realizado pela Union + Webster International, especializada em diagnósticos sobre marcas e hábitos de consumo, a pedido da empresa de software Zendesk, revelou a disposição das pessoas pagarem de 5% a 10% a mais pelas mercadorias ou serviços de empreendimentos responsáveis socialmente.

Voltando à Juventude Conectada, interessante observar ainda o conceito de sucesso: 60% dos jovens acreditam que sucesso é ter um negócio de impacto com benefícios pessoais e para sociedade e 56% ter um bom lucro. Os resultados mostraram que, em geral, empreender está associado à realização de propósito e sonhos, contrapondo o retorno financeiro como premissa. Esperança de um desenvolvimento econômico capaz de trazer melhorias para a sociedade como um todo; transição do “egosistema” para o “ecossistema”.

*Conteúdo da coluna Fora da Caixa, veiculado todo sábado na edição impressa do jornal Estado de Minas. Confira também os canais de vídeopodcast e instagram.

Leia mais
Catarinense Resultados Digitais compra a mineira Plug CRM
Não seja um; seja polímata. Sabe o que é?
Nucont: “contabilidade sem chatice”
Nova economia e inovação no jornal Estado de Minas

Compartilhar

X