Empreendedorismo de Impacto Social - Blank Space

Empreendedorismo de Impacto Social

Mais capital, empreendimentos e impactos sociais. Novos atores da economia estão construindo e fomentando um novo setor no país, o de negócios que têm a missão explícita de gerar um efeito socioambiental ao mesmo tempo em que produzem resultado financeiro positivo e perene. Sim, as duas coisas são perfeitamente possíveis. Uma pesquisa da Global Impact Investing Network, com investidores de todo canto do mundo, registrou no ano passado mais de 77 bilhões de dólares em ativos de investimento de impacto sob gestão. E com a intenção de aumento do capital em 16% em 2017.

O primeiro mapeamento brasileiro de negócios de impacto social, divulgado neste ano pela Pipe.Social, registrou 579 empreendimentos dessa área no Brasil, especialmente nos segmentos educação, tecnologias verdes e cidadania. Desse total, 70% estão formalizados e 58% declararam estar entre as etapas de organização e escala. Interessante destacar ainda que 35% ainda não haviam faturado ao passo que 32% obtiveram resultado acima de R$ 100 mil. Os números
evidenciam, portanto, que os maiores problemas do globo também são grandes oportunidades de negócios, onde todos podem ganhar.

Um exemplo desse contexto em Belo Horizonte é o Naação, um clube que reúne quem gera impacto positivo na capital mineira. Instalado em um prédio com mais de 1.000 metros quadrados na Avenida Pedro II, mapeou noventa iniciativas. A intenção é oferecer capacitação nas áreas de gestão, empreendedorismo e liderança, entre outras competências. O projeto conta com uma série de produtos, serviços e vantagens para quem quer empreender socialmente ou apoiar a causa.

‘’O nosso objetivo não é dar o peixe, nem ensinar a pescar, mas revolucionar a indústria da pesca”, afirma Gabriela Crego, um das fundadoras do Naação, clube que reúne empreendimentos sociais em Beagá.

 

Compartilhar

X